Apologetica

O Dízimo Protestante é bíblico?

Fonte: Catolico defiende tu fé
Autor: Martin Zavalla
Tradução: Rogério SacroSancttus

Pergunta:

Sr. Zavalla, tenho um parente que não é catolico, que vai a uma igreja cristã e que uma vezes me comentou que ele e alguns como outros, não quiseram dar o dizimo, e os pastores afirmaram que se não o fizer estaria roubando a Deus e agora não sabe o que fazer. É correto dar 10% do salário ? É biblico?

Resposta:

Querido amigo, sem duvida abordar este tema será de grande supresa, alivio e alegria para algumas pessoas mas tristeza e preocupação para alguns outros, pois esperamos mostrar neste artigo que quando alguma igreja, seita ou denominação protestante afirma que a pessoa ao não dar o dízimo (de 10% do salário) rouba a Deus e que é uma ordem bíblica para os cristãos, trata-se em verdade de algo falso, pois não rouba a Deus e nem é uma ordem de Jesus Cristo.

Muitos por si mesmo se darão conta que creram em algo errado,pois:

" O Dízimo tal como hoje é ensinado pela maioria das seitas de dar 10% da receita não existe nas paginas da Bíblia! "

1- O dízimo nunca se deu em dinheiro ou moeda e sim em comida e animais.

Na Sagrada Escritura, sempre que se fala em dízimo, é dado em espécie quer seja fruto ou animais (Gn. 4,3-7; Lev. 27,30-32) e não em dinheiro (Gn 47, 13-18), ou seja era exclusivamente de frutos da terra ou de animais e nem sequer se menciona em dar coisas como minério, comércio, carpintaria ou frutos das diversas ocupações profissionais.

Note que no livro de Levítico, capítulo 27,30-31 , que se alguém queria pagar em dinheiro tinha de pagar 20%a mais do valor real do animal ou fruto.

Obviamente não era dinheiro que Deus queria. Quantas vezes não vemos a utilização de Malaquias para pressionar a dar os 10% quando na realidade ali esta se referindo a alimento. Existem centenas de citações biblicas aonde se diz uma vez ou outra: colheita e animais. O enfoque bíblico do dizimo era agricola ou pecuária, em todo o Antigo Testamento,se referia a comida: Comida para o Levita, comida para os estrangeiros, comida para viuva, comida para os órfãos e Deus não muda nada em relação a Malaquias.

Gostaria de compartilhar com vocês algumas palavras de um escritos evangelico que sendo contra o dízimo disse assim:

"A próxima vez que um pastor, um ancião, um diácono ou evangelista lhe impuser um sentimento de culpabilidade em relação ao dízimo, compre-lhe um caminhão carregado de trigo e descarregue sobre o púlpito e veja sua reação."

Uma coisa é buscar o que a Bíblia diz sobre o dízimo e outra muito diferente é usar as passagens bíblicas para que as pessoas creiam nos 10% de seu salário.

Se você quer saber o porque de se dar o dízimo em espécie, alguns interpretam a seu modo de para pedir dinheiro, somente é questão de imaginar um pouco ... Se me permite fazer uma pergunta. Estes pastores estão interessados em suas aves e colheitas ou em seu dinheiro?

2- O dízimo era para os Levitas,viuvas e órfãos, não para o pastor.

O dízimo servia para o sustento dos Levitas, porque estes não tinham herança na terra em comum com as outras tribos (Lev. 27:30-33; Núm. 18:21-32;Dt 14,27-29). Deste fundo também se tomava certas porções para aliviar as necessidades dos estrangeiros, orfãos e viuvas. Ao terceiro ano, o dizimo referente a este ano, não devia ser entregue diretamente nas aldeias locais e visto a disposição em quantidade, não só aos Levitas, mas também a estes que ja citamos, como as viuvas. (Deut. 12:5-7; Deu. 14:22-29. Deut. 26:12-14).

De fato, os rabinos judeus de hoje não pedem 10% para eles, porque conhecem perfeitamente a lei e sabem que o dizimo em espécie era somente para os Levitas.

Os 10% do salário exigidos pelos chefe, pastores, lider nunca existiu na Biblia, exceto por parte dos "pregadores ou servos protestantes", que exigem para si mesmos em nome de Deus, o que Deus nunca pediu para Ele.

3- O dizimo (comida e animais) era uma lei para os judeus no Antigo Testamento.

É por isso que as seitas protestantes que o exigem tem que recorrer as mençãos de versiculos da Antiga Aliança e sobretudo Malaquias para fazer com que o povo creia que é biblico, mas NÃO MENCIONAM que isso era para o povo de Israel, da qual Deus havia feito esta aliança e nós NÃO SOMOS JUDEUS E SIM CRISTÃOS.

Pertencemos a nova aliança: "Este é meu sangue, sangue da Nova e Eterna Aliança" Lc 22,20; Heb 10,9; Gal 3,23-25 que nos é dada com a morte e ressurreição de Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador. Inclusive São Paulo corrige aos que querem voltar a viver sob a Lei ( Gal 4,21-26)

Desafortunadamente alguns por não ter este conhecimento inconcientemente estão mesclando as duas aliança como se fosse a mesma, sem distinção alguma. Em alguns momentos são cristãos e ao dar o dizimo são moisesianos. De todas as maneiras, se alguém que dar porque está na Lei de Moises, não pode esquecer o que diz São Tiago, que a Lei era um tudo ou nada empacotado.

A uma pessoa não lhe era permitido escolher o que gostava da lei, como um menu religioso e o que não gostava, deixar de lar. Não podiam escolher o que deveria guardar e recusar:

"Pois quem guardar os preceitos da lei, mas faltar em um só ponto, tornar-se-á culpado de toda ela." SãoTiago 2,10)

Se desejar seguir a Lei, tem que se circuncidar, guardar o sabado, não comer sangue, dar o dizimo, não comer pescados sem escamas, apedrejar os que violam a lei, etc. Ou tudo ou nada.

Por isso os cristãos no Novo Testamento nunca deram e nem falaram do dizimo e nem as coisas que acabamos de citar.

E assim, hoje vemos muitos querendo ser pastor protestante para poder "tosar" suas ovelhas tranquilamente em nome de Deus.

4- Nem Jesus e nem os apostolos pediram ou ordenaram a cobrança do dizimo

E assim, como vemos, não existe uma só citação no Novo Testamento em que Jesus ou algum apostolos diga que temos de pagar o dizimo e muito menos que deveria ser 10% do valor do salario, alimentos ou animais.

Nos Evangelhos somente três vezes que se aparece a palavra dízimo, e quando é citado se refere aos fariseus e ainda não é nada agradavel, e no caso mencionado em Lc 18,12-14 o que dava dizimo não saiu nem justificado ou bendito.

As outras vezes estão na carta aos Hebreus e é o que dá por unica vez Abrãao a Melquisedec como parte também de uma "despojo" de guerra. No Novo Testamento se fala de ajuda, coleta, apoio, compartilhar o que tinham mas nunca 10% do seu dinheiro.( Lc 10,3-7; I Tim 5,18).

Porque você acha que nunca ocorreu a São Paulo mencionar Moisés e aos profetas em relação ao dizimo, ou soltar a passagem de Malaquias " voces estao roubando a Deus", como muitos dos pregadores modernos o faz?

Porque ele sabia que vivia sob uma Nova Aliança e estilo novo de dar com o coração, sem obrigar.

5- A Igreja em seu inicio (chamado primitiva pelos protestantes) não cobrava os 10% semanal do salario.

Os historiadores da Igreja o deixa muito claro, a comunidade cristã não se financiou com nenhum tipo de dizimo. No Dicionario hasting, diz sobre a Igreja"Primitiva" :

"Admite-se universalmente que opagamento do dizimo ou decima parte das posses, para propositos sagrados, não encontrou um lugar dentro da Igreja Cristã durante a idade coberta pelos Apostolos e seus sucessores imediatos"

Igualmente a Igreja diz na Nova Enciclopédia Catolica:
"A Igreja desde o inicio não teve sistemas de dízimo (...) não existia nenhuma necessidade de mantê-lo, nem que existisse ou fosse reconhecido na Igreja, mas que os outros meios de ajuda pareciam bastar".

Por isso a Igreja Catolica usa a palabra "dizimo", com o significado de uma ajuda equivalente a um periodo de trabalho, uma hora ou outros ajudam mais ou menos, mais nunca com os 10% obrigatorio até porque a bíblia não ensina isto. Alguns catolicos ajudam como um compromisso livre e pessoal de apoiar a evangelização e fruto da madurez na fé.

Ao que parece os promotores do dizimo (10%) nunca leram a historia do Cristianismo primitivo.

Se alguém o que dar por gosto, tradição ou decisão propria , cada um é livre para gastar seu dinheiro onde quiser, mas que ninguem diga ser uma ordem de Deus pois não é ensinado na Biblia. Cuidado! Tem pastores que abusam!

Sem duvida, este tema sera apreciado por seus amigos e familiares protestantes que já estão cansados de expressar sobre os 10% do dizimo em dinheiro. Se quiser ajuda-los e praticar uma obra de misericordia, compartilhe este tema que seguramente serão gratos a você por toda a vida.

Siga perseverante irmão Jose e que Deus te abençoe em abundância.

Este tema foi tomado, com a permissão do autor, do livro RESPUESTAS CATOLICAS INMEDIATAS <http://www.defiendetufe.com>.

Volta a pagina