Conhecendo a Congregacao Crista do Brasil por um ex-membro

Fonte: www.igrejacristanobrasil.hpg.com.br/

Nota do autor do site:

Eu fiz questão de colocar este artigo de um ex-membro da Congregação Cristã do Brasil para nós catolicos analizar como é a doutrina destas seitas e como elas brigam entre si, evangelico contra evangelico.

Na verdade este membro que saiu desta seita saiu da Congregação Cristã do Brasil e agora fundou sua propria igreja chamada Congregação Cristã do Brasil Reformada. Mais um testemunho de divisão e este nao mede esforços para atacar sua ex-igreja.

Tudo isso é para nós catolicos podermos aprender mais sobre as falsas doutrinas cristãs que nos rodeiam e assim entender e amar mais a nossa Santa Igreja Catolica. Amém

Rogerio SacroSancttus

________________________________________________________________________________________________

A Congregação Cristã no Brasil (daqui pra frente CCB), é uma organização religiosa quase evangélica, dizemos quase devido as suas inúmeras doutrinas contraditórias que mais se modelam com heresias de inúmeras seitas pseudocristãs. A bem da verdade, uma grande porcentagem delas o são! Muitas das características encontradas nas seitas que lhes fazem ser identificadas como movimentos heterodoxos são também encontradas na CCB, exemplo disso é a crença (não de todos) de que salvação só na CCB.

Tudo isso ao invés de ser louvável é apenas um laço para os evangélicos menos esclarecidos que pensam poder ter comunhão e considerar-se irmãos junto com os membros da CCB. Entre eles existe até uma expressão que se tornou conhecida entre muitos; para eles nós somos, “os primos“ e estamos, “à beira do caminho“ da salvação, por que o caminho na verdade, só se encontra na CCB! Você precisa fazer parte da “irmandade“!Com essa aparência de “cristã“ eles conseguem angariar através de um proselitismo desonesto (pois são contra o evangelismo), membros de outras denominações evangélicas, os métodos são variados mas o mais usado é o método do sonho e da profecia.

Chegam a ponto de profetizar e sonhar falsamente como se fosse Deus chamando as pessoas para sair do que eles chamam de “seitários“, para encontrar a “graça“ na Congregação. É claro que um neófito na fé que não sabe distinguir entre uma revelação falsa e verdadeira, é presa fácil.

Geralmente quando percebem um novo convertido de outra denominação o primeiro passo é lançar dúvidas sobre sua igreja, alertando que lá os pastores cobram dízimos e que modo de saudação está errado, após isso tratam logo de lançar-lhe um convite para uma visita em sua igreja, daí é só um passo para o re-batismo.....SEMPRE!!

Após a pessoa se tornar um “congregado“ e entrar para a “irmandade“, ele já se sente superior aos demais crentes, é o primeiro sintoma de quem se filia a CCB! Por isso, fazem jus ao apelido que lhes dão de, “pescadores de aquário.“Desde sua fundação até o momento, onde nós sabemos, há duas dissidências, a “Cristã Universal Independente“ e a “Congregação Cristã do Brasil Renovada“.

A CCB tem aversão a todas as denominações evangélicas que não rezam pela sua cartilha, mas em particular com sua parceira no pioneirismo pentecostal a “Igreja Evangélica Assembléia de Deus“.Diz o pastor assembleiano Raimundo F. de Oliveira em seu livro: “Seitas e Heresias - um sinal dos tempos“ que a Congregação “evita qualquer tipo de relacionamento com a Assembléia de Deus“. Na verdade o contato em 1920 entre os líderes de ambas as denominações, foi amistoso segundo consta nas memórias de Gunar Vingren.

Acontece porém, que com o passar dos tempos a CCB foi deixada à mercê da liderança leiga devido as constantes ausências de seu fundador em viagens para o exterior; foi aí neste ínterim, onde começou a nascer o orgulho denominacional extremista e para piorar ainda mais, em 1928 houve um cisma no meio da CCB e a metade dela se filiou à Assembléia de Deus.Acrescenta-se a isso as diferenças de costumes e teológicas que acabou por originar um rompimento irreparável que perdura até hoje. Muitos dos primeiros membros das Assembléias de Deus alega que o rompimento final foi devido ao costume dos elementos da santa ceia, pois Francescon queria celebra-la com vinho puro (fermentado) e Daniel Berg co-fundador da Assembléia de Deus, não! Até hoje é costume entre os “glória“, como já foram chamados, de dizer que a Assembléia de Deus está quase no caminho! SALVAÇÃO SÓ NA CCB: A “maioria“ dos adeptos da Congregação Cristã no Brasil (CCB) defende a idéia errônea de que salvação só é possível na sua própria Igreja: a “Gloriosa Congregação“. Desenvolveram a doutrina de auto salvação, ou seja, salvação só entre a irmandade!

A CCB É CONTRA O ESTUDO DA BÍBLIA ?

Não é raro ouvir um membro da CCB dizer que “a comida servida na igreja dele é melhor por que sai na hora, pois Deus fala na boca do ancião, enquanto que a do outro é comida fria pois seu pastor precisa ficar “estudando“ a Bíblia para poder lhes falar eu mesmo já recebi tal resposta!O culto na CCB parece mais uma reunião de adivinhos do que um culto de louvor e adoração a Deus. Seus membros ficam esperando que Deus abra a boca do ancião e fale através dele. Dessa maneira ficam esperando soluções imediatistas de seus lideres. Abrem a Bíblia aleatoriamente e onde cair o texto é feito um breve comentário. São os profetas do óbvio! Profetizam e pregam aquilo que é patente aos olhos de todos.

Por exemplo na hora das revelações é dito pelo ancião que, “Aqui existe irmãos que estão passando por grandes lutas, mas Deus manda lhe dizer que vai te dar vitória!“. Assim o adepto sai com a impressão de que “Deus falou“ com ele. Entendemos agora por que os membros da CCB entre outros motivos, não estudam a Bíblia, pois é mais fácil ouvir instantaneamente o que já se deseja ouvir do que ir meditar e estudar na lei do Senhor e extrair dela os sábios conselhos para os problemas do dia-a-dia.A CCB não valoriza e nem incentiva o estudo sistemático da Palavra de Deus, pelo contrário dizem que o cristão não precisa estudar a Bíblia, pois na hora o Espírito Santo falará instantaneamente pelo crente. Os textos acima falam por si e deixa bem claro que devemos estudar a Bíblia e até lermos bons livros cristãos. O que a CCB se esquece é que o Espírito só usa um cristão que tem prazer na Palavra do Senhor e que nela medita dia e noite.

O USO DO VÉU E DO CABELO:

Os legalistas da CCB dizem que a mulher que corta os seus cabelos vai para o inferno e outros ainda acrescentam que é importante e necessário o uso do véu no culto. Alguns chegam a afirmar que o cabelo pela sua importância é misteriosamente guardado em uma caixa de ouro celestial depois de cortado.

Veja que absurdo, chegam a inventar lendas para provarem uma doutrina espúria, como essa! O texto, do qual a CCB tirou essa aberração doutrinária é I Cor.11:1-16.

A CCB É CONTRA O MINISTÉRIO PASTORAL:

Os membros da CCB costumam dizer que em sua igreja não existe pastor, pois o único pastor deles é Jesus.

Costumam chamar o líder ou dirigente da igreja de “ancião“. A palavra pastor tomou um tom pejorativo entre eles.

Costumam falar sobre como devemos tomar cuidado com os falsos pastores e como eles enganam as pessoas!

Para encerrar gostaríamos de fazer a seguinte pergunta:

Os anciãos da CCB não apascentam as ovelhas; com conselho, instrução e pregações?

É claro que sim.Tenho para mim que os anciãos da CCB fazem o papel de pastor porém sem usar o rótulo. E o próprio Jesus ordenou isso a Pedro: “Disse-lhe Jesus: Apascenta as minhas ovelhas

CCB SÃO CONTRA O SUSTENTO DO OBREIRO:

Paulo recebeu salário de certas igrejas em seus dias para servir aos crentes de Corinto. A CCB, porém, afirmam que o pastor ou obreiro que recebe salário é mercenário e ladrão. Prefiro ficar com a Bíblia a ficar com as opiniões da CCB.

A CCB É CONTRA O DIZIMO:

O dízimo é o principal cavalo de batalha da CCB contra as igrejas evangélicas. Quem escuta um membro da CCB atacar o sistema de contribuição nas igrejas evangélicas tem a impressão que na CCB não existe nenhuma forma de arrecadação de dinheiro. Contudo, ledo engano!

Ensinam os anciãos da CCB, e seus adeptos vivem alardeando que o dízimo faz parte dos preceitos da lei e como esta foi abolido por Cristo, o dízimo também o foi juntamente. Como será então que eles mantêm a estrutura econômica de sua organização? Resposta: Através das ofertas que muitas vezes chega a ultrapassar o valor do dízimo.

sistema de ofertas na CCB funciona da seguinte maneira:

1. Oferta da Piedade.

2. Oferta para compra de terreno.

3. Oferta para fins de viagem.

4. Oferta para conservação de prédios.

5. Oferta de votos.

A CCB ACEITA A BEBIDA ALCOÓLICA:

A embriagues devido ao uso de bebidas alcoólicas entre os membros da CCB já lhes valeram o apelido de “Congregação Cristã do Barril“. Isto porque, em suas festas sociais como as de casamento e outras, não se intimidam em se embriagarem perante crentes e incrédulos.

Há casos reais de membros da CCB que foram flagrados ensaiando seus hinos para o culto à noite totalmente embriagados. Mas isto é o de menos, em comparação com o caso de um ancião que teve de ser carregado para cima do púlpito, pois estava cambaleando de bêbado!

Os membros da CCB desde os jovens até os adultos dão um verdadeiro show de mau testemunho para com os que estão de fora. Para esses, cai como uma luva as palavras do apóstolo Paulo: “Assim pois, por vossa causa, o nome de Deus é blasfemado entre os gentios...“ (Romanos 2:24)

A CCB alega que beber socialmente, ou seja, sem se embriagar não é pecado. Entretanto não é isso o que a Palavra de Deus nos afirma.

O beber socialmente tem sido o argumento que tem levado a muitos á beira da escravidão alcoólica. Haja vista que alguns começaram com uma simples bala de licor para hoje estarem viciados na bebida. Os centros de recuperação de “alcoólicos anônimos“ continuam lotados enquanto que sistemas religiosos como o da CCB, tem se escondido atrás da alegação do diabo, de que os irmãos podem beber, é só tomarem cuidado para não se embriagarem
Grupos religiosos que admitem bebida alcoólica como é o caso da Congregação(CCB), costumam se estribar na passagem da santa ceia onde Jesus ingeriu vinho. Raciocinam então: Se Jesus bebeu, nós podemos beber também!

A CCB ALEGA QUE SÓ O SEU BATISMO É CORRETO:

A CCB não reconhece o batismo efetuado por ministros do Evangelho de outras denominações, mesmo que seja por imersão, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo (Mt.28:19).

Não condenamos a fórmula adotada pela CCB para batizar os seus adeptos.

É verdade que não concordamos com a maneira pela qual ela ministra o batismo nas águas, ou seja, o candidato ao batismo não recebe nenhum devido preparo ao se batizar, há pessoas que se batizam ainda com vícios e que não teve uma experiência do novo nascimento, ficando à mercê do sentimentalismo, pois acreditam que se Deus tocar na pessoa na hora do batismo, ela pode naquele momento ser batizada e ser salva, fazem isso devido a uma má compreensão do texto bíblico de Atos 2:38.

Atos 2:38, acreditam que as águas purificam pecados. Todavia, não desmerecemos tal batismo. A problemática toda recai nos argumentos levantados pela CCB, para não reconhecer o batismo de outras denominações.

CCB PRATICAM O ÓSCULO SANTO (BEIJO ENTRE HOMENS)

A CCB E O PECADO CONTRA O ESPÍRITO SANTO:

Entendem que o adultério é o pecado contra o Espírito Santo de que fala a Bíblia. Grande porcentagem de desviados e até andarilhos e mendigos que já conheci, são desviados principalmente da CCB por ter achado que não têm mais perdão, pois pecaram contra o Espírito Santo.

A CCB ALEGA QUE A SUA SAUDAÇÃO É A ÚNICA CERTA

Não podemos deixar passar despercebido a incrível semelhança entre a Congregação Cristã no Brasil e a congregação de Coríntios. Não seria nada injusto taxa-la de neocorintiana, visto que os mesmos problemas que existia na igreja dos Coríntios existe atualmente na CCB. Suas práticas e doutrinas e costumes são idênticos.

CCB clonou da igreja de Corinto! É bom frisarmos que aquela igreja era uma igreja deficiente devido a inúmeros erros doutrinários, e não era de forma alguma, uma igreja que pudesse servir de exemplo para as demais!

A CCB possui ainda outras práticas particulares além das que já foram expostas acima, que a distancia ainda mais das igrejas evangélicas. Vejamos: Cerimônias de casamento não se realizam no templo. O crente da CCB não deve participar de casamentos de pessoas não pertencentes a CCB, isso seria participar de coisas sacrificadas aos ídolos

Acreditam na doutrina anti-biblica do sono da alma no intervalo entre a morte e a ressurreição.
Mulheres não podem pregar na CCB, pois acreditam que a Bíblia lhes vetou este direito, se bem que no início do movimento as mulheres tinham esse privilégio.

Proibição de fotografarem durante os cultos. Proibição de os membros assistirem cultos em outras igrejas.

“E, se alguém tirar quaisquer palavras do livro desta profecia, Deus tirará a sua parte do livro da vida, e da cidade santa, e das coisas que estão escritas neste livro.“

Não possuem livros didáticos ou de quaisquer espécies, salvo um livreto que contêm a história e as doutrinas da CCB

Volta a pagina