Apologética

A Virgem Maria - É correto dizer que Maria teve mais filhos?

Fonte: Catolico defiende tu fé
Autor: Martin Zavala M.P.
Tradução: Rogério SacroSancttus

Pergunta:

Srs. Missionários da Palavra: Eu gostaria somente de saber o seguinte: É verdade o que diz a Biblia de que Maria teve outros filhos e não foi virgem? Tenho muitos amigos e familiares protestantes que constantemente me diz isso. Como posso responder-lhes?

Resposta

Saudações irmão. Eis aqui as respostas sobre a Virgindade de Maria.

Estudemos atentamente a Biblia sobre este tema e assim dando respostas mais simples e até mais profundo.

1- Na Biblia NÃO existem as palavras "filhos de Maria"

É incrível que muitas pessoas diga com tanta facilidade e que em nenhuma Biblia, em nenhum idioma, em nenhuma versão usa o plural «filhos de Maria». Sempre, em todas as Biblia do mundo, se fala no singular: "o Filho de Maria". Portanto afirmar que na Biblia consta "filhos de Maria" é um tremendo erro, fruto do desconhecimento da Sagrada Escritura ou de querer achar coisas que a Palavra de Deus não ensina. Existem muitos "irmãos" que lêem a Biblia mas a conhece muito pouco.

muitas vezes quando alguém nos escreve, nos chama por telefone ou no rádio, perguntamos se pode nos dar apenas uma única citação aonde diz "filhos de Maria" e nunca nos conseguem contestar. E nem poderão, porque não existe. Se alguém não pensa assim respeitamos suas crença, mas a Biblia é clara neste aspecto. Então, se na Palavra de Deus não diz isso. De onde que retiram esta acusaçao sobre mais filhos? Explicitemos os seguintes pontos":

2- A Palavra "irmão" pode significar tio, primo, esposa, noiva, sobrinho, tratamento, etc.


Na verdade o erro provém de que os protestantes quando lêem que a Biblia diz "irmãos de Jesus" (Mc 6,1 s) o interpretam de maneira literal e pensam: ah... se Jesus teve mais irmãos, então a Virgem teve mais filhos.

Esta é uma má interpretação porque a mesma Biblia nos ensina que, naquele tempo e naquel idioma, a palavra "irmão"= Aj ou "irmã"= Ajot em hebraico ou adelphos em grego não significavam irmão de sangue, mas era uma palavra muito comum e também era usada para chamar:

* ao tio e sobrino (Gen 12,5 e Gen 13,8)

* a esposa e a noiva (Cant 4,9)

* ao paisano (tratamento) (Atos 7,1-2)

* ao correligionario (1 Cro 15,4-5)

Entre muitos exemplos que podem ser encontrado neste site.

A raiz da interpretação inadequada é que muitos protestantes que se propõe em ler a Biblia pensam que as palavras que se escreveram a 2.000 ou 3.000 anos em outro idioma e outra cultura sempre vai significar a mesma que na linguagem atual, o qual pode levar a muitas confusão.

Ao fazer um estudo com a Biblia em um CD-ROM para computador comprovamos o seguinte: Em questão de segundos podemos saber quantas vezes bem na Biblia a palavra tio, sobrinho, sogra, primo, esposa, avós, ... e se surpreenderá e conformará que é 40, 70 ou 90 vezes na maioria delas, em contrapartida a palavra irmão aparece no minimo 1.187 vezes.

Recordando. Se usavam estas palavras para o parentesco, o mais comum era chamar a todos de "irmãos" quando se tratava apenas dos parentes.

Mas... existe algo mais que possamos explicar sobre isso?

Claro que sim

3- O pai do suposto «irmão de Jesus» não era José mas Alfeu ou Zebedeu

Se SãoTiago fosse irmão carnal ou se sangue de Jesus, como entendem os protestantes (Mc 6, 1-3), então pai dele devria ser josé. Pois bem, ao ler a Palavra de Deusm encontramos que São Tiago o "irmão do Senhor" era um apostolo (Gal 1,19) e ao ver a lista dos doze apostolos não diz que o pai dele seja José, mas outra pessoa. Vejamos diretamente na Biblia

" Tiago, filho de Zebedeu [...] Tiago, filho de Alfeu " Mt 10,2-3

Então vemos que nenhum dos dois tiagos era filho de José e se não são filhos de José, tampouco são filhos de Maria e se não são filhos de Maria, como andam dizendo que isto está na Biblia? Como se vê irmã, como mencionamos anteriormente, se trata de parentes de Jesus.

4- José não pode ser filho de José

Ao ler o Evangelho de São Marcos encontramos que o segundo suposto irmão, depois de São Tiago, era José.

O protestante rapidamente dirá que é isso a verdade, mas é completamente falso pela seguinte razão:

Desde aquele tempo e todavia também atualmente, nestes países de cultura semítica (Israel, Arábia, Egito, etc) fazem o contrário que nós Em nosso tempo é comum um pai se chamar João e colocar assim o mesmo nome em um de seus filhos, ou se chamar Pedro a mesma coisa. É esta atitude dos dias de hoje.

Os judeus segundo seus costumes faziam e fazem exatamente o contrário. Nunca colocam o nome nome no filho. Algo se muda, qualquer letra, algo para mudar mas nunca o mesmo nome. Em palavras mais simples, na Biblia não existe a Palavra "junior". Por isso José, não pode ser filho de José.

Nem mesmo ao filho de Zacarias colocaram-no o mesmo nome e foi isso que tentaram ao ver algo milagroso passar ao seu redor. Acabaram colocando João.

Nas ocasiões quando nos convidam a programas de Rádio, dizemos para nossos irmãos protestantes que nos chamem e nos digam o nome de um só judeu, na Biblia, que seu filho possui o mesmo nome e por isso mesmo nunca nos chamaram para os programas. Porque não existe!

5- Na cruz, ao não haver irmãos, Jesus teve que deixar sua mãe Maria com um discípulo

Quando chegou o momento de morrer na cruz, nosso Senhor Jesus Cristo sabia que tinha de deixar a sua mãe Maria com alguém, por José, havia falecido e também segundo a tradição judaica, uma mulher que ficasse sozinha era mal vista na sociedade. Então , como não havia nenhum irmão, teve que deixar com um dos seus discipulos que foi João.

" [...] Quando Jesus viu sua mãe e perto dela o discípulo que amava, disse à sua mãe: Mulher, eis aí teu filho." Jo 19,26

O que será que entenderam os muitos protestantes que afirmam que Jesus teve irmãos ao ler este versiculo? Se Jesus teve que fazer isso, foi precisamente porque não os havia.

6- A Palavra "primogênito" tem um significado cultural, e não matematico

Este é outro "cavalinho de batalha" de algumas seitas, pois dizem que se Jesus foi o primogenito, então houve um segundo. Colocam um significado matematico atual a uma palavra que tinha mas bem um sentido de relação com o culto. Isto podemos comprovar com a palavra de Deus:

"Concluídos os dias da sua purificação segundo a Lei de Moisés, levaram-no a Jerusalém para o apresentar ao Senhor"

Lucas 2,22

Quando a Biblia afirma que Jesus é o primogenito nao esta afirmando que houve um segundo e ou um terceiro, isso é ter uma grande e demasiada imaginação. Mas se refere precisamente as leis religiosas dos judeus que tinham de consagrar o primeiro filho. Aos judeus nao importavam se haveria de ter um ou outro a mais.

O que realmente estava gravado e era de grande importancia era cumprir o culto da lei que ordenava que todo varão primogenito seria consagrado a Deus.

Há algum tempo dialogava com um irmão evangelico e me comentou que não sabia como contestar os pontos anteriores e que tinha de consultar seu pastor. Com certeza terá muito o que consultar .....

Por isso hoje existem muitos que dizem: "Bem, esta certo, não teve mais filhos, mas como Maria e José viveram como esposos, então ela já não foi virgem e isso nos diz a Biblia" . Responderemos a isto a seguir:

7- A palavra "até" significa que não aconteceu nada

Pois não. O que acontece é que tampouco nem nenhuma parte da Sagrada Escritura fala que Maria e José haviam vivido conjulgamente. O mais proximo e o a unica passagem biblica que usam para tentar afirmar suas acusações, é quando diz que José não a conheceu "até" que nasceu Jesus (Mt 1,25). E como a palavra "conhecer" também era usado para falar de relações matrimoniais, então, os protestantes dizem: " Antes não, mas depois sim houve algo, porque diz que nao a conheceu "ate" que nasceu Jesus".

Conhecendo um pouco da Biblia é facil responder a isto. Em primeiro lugar é correro que a palavra "conhecer" tinha este significado, mas o erro é que a palavra "até" não quer dizer que depois se passou algo nem em nossa linguagem atual e nem nas linguas biblicas.

Por exemplo, se alguem me perguntar que na minha cidade natal ou seja onde nasci, tem acontecido terremotos, eu posso contestar dizendo: "até quando eu vivi la, não aconteceu nada". Com isto não estou afirmando que depois que eu sai de lá aconteceu algo.

Igualmente a Biblia diz que:

"Micol, filha de Saúl, não teve filhos até o dia de sua morte"

2 Sam 6,23

Por acaso teve os filhos despois de morta? Claro que não, e se usou a palavra 'até'. Sem duvida muitos irmãos separados tem uma grande e demasiada imaginação.

8- A prova histórica

A Igreja sempre nos ensinou sobre a Virgindade Perpetua de Maria. esta é mais uma prova que os nossos irmãos protestantes, muito tempo depois inventaram os supostos filhos:

a) Santo Inácio de Antioquia nos testemunha isso:

" O principe deste mundo ignorou a Virgindade de Maria e seu parto, assim como a morte do Senhor: três mistérios ressoantes que se realizaram no silêncio de Deus " Ano 110 dC

b) A liturgia da Igreja celebra Maria como a 'Aeiparthenos', a 'sempre-virgem'." desde os primeiros séculos.

c) Maria foi Virgem ao conceber seu Filho, Virgem durante sua gravidez, Virgem no parto, Virgem sempre" Santo Agostinho ano 450 dC

d) Isto tem afirmado o magisterio da Igreja em muitas ocasioes proclamando a virgindade perpetua de Maria ( Concilio IV de Latrão em 1215) e moderadamente no Concilio Vaticano II. Por isso que em dois mil anos de historia , sempre cremos, dizemos e amamos a sempre Virgem Maria.

Nota do Autor do Site Exsurge:

Eu sei que tenho este artigo em muitas passagen do site, mais é um testemunho veridico da fé dos primeiros cristãos na virgindade perpetua de Maria , em Maria mãe de Deus e em sua intercessão, veja a seguir:

ORAÇÃO MARIANA DO SÉC. III

Fonte: Revista "Pergunte e Responderemos" nº 457

Em 1917 a Biblioteca John Ryland, de Manchester (Inglaterra) adquiriu no Egito um pequeno fragmento de papiro de 18 x 9,4 cm (Ryl. III,470), cujo conteúdo foi identificado em 1939; é o texto de uma oração dirigida a Maria Santíssima invocada como Theotókos (=Mãe de Deus) no séc. III. Quando em 431 (séc. V) o Concílio de Éfeso proclamou Maria Theotókos, fez eco a uma tradição cujo primeiro termo conhecido remonta a Orígenes (243 dC).

A Oracao é a seguinte: "Sob a tua misericórdia nos refugiamos, Mãe de Deus! Não deixes de considerar as nossas súplicas em nossas dificuldades. Mas livra-nos do perigo, única CASTA e bendita! "

E algumas prefigurações no Antigo Testamento:

Ezequiel 44: 2-3 " O Senhor disse-me: Este pórtico ficará fechado. Ninguém o abrirá, ninguém aí passará, porque o Senhor, Deus de Israel, aí passou; ele permanecerá fechado. O príncipe, entretanto, enquanto tal, poderá aí assentar-se para tomar sua refeição diante do Senhor. Ele entrará pelo vestíbulo do pórtico e sairá pelo mesmo caminho."

Isaias 49:18b,20-22 Por minha vida, diz o Senhor, de gala te revestirás, como uma noiva te cingirás.[...] Teus ouvidos ouvirão ainda de teus filhos, que julgavas perdidos: O espaço é estreito demais para mim; dê-me espaço para que eu me instale! Então dirás a ti mesma: Quem me gerou estes filhos? Não tinha filhos, era estéril: Quem os criou? Eis que eu estava desamparada e só: De onde vieram eles?Eis o que diz o Senhor Deus: com a mão vou fazer sinal às nações, e levantar meu estandarte para alertar os povos. Trarão teus filhos na dobra de seu manto, e em seus ombros carregarão tuas filhas.

Sabedoria 4:1-2 = "Mais Vale uma vida sem filhos (Mais vale...=traducao em latim: Oh! como é bela uma geracao casta em seu fulgor), Mais Rica em virtudes, sua memoria será imortal, porque será conhecida de Deus e dos homens.Quando esta presente, imitam-na, quando passada,ela leva na gloria uma coroa eterna, por ter triunfado sem manchas no combate"

Rogerio SacroSancttus

9- Um detalhe logico da Historia

Se Maria houvesse tido mais filhos, seria lógico que estes haveriam de casar e ter filhos. Estes últimos teriam assim netos de Maria. Para o ano 60 dC ja deveria de ter alguns deles.

Mas o que acontece é que nunca nesse tempo, nem os mais hereges ocorreu de dizer isto. Claro que tão grande barbaridade NUNCA se atreveriam a dizer porque rapidamente acabariam sendo questionado com: " e você de onde saiu? Entre eles, todos se conheciam e rápidamente os haveriam desmentido.

Ao não haver outros filhos tampoco houve netos. A menos que os houvessem clonado...mas não existia a clonagem.

Por isso que em dois mil anos de historia, e com a Biblia nas mãos, sempre cremos, e proclamamos a sempre Virgem Maria.

P.S. Até Martinho Lutero, ja sendo protestante, a chamava assim em seu catecismo: A Sempre Virgem Maria.

Este tema esta tomado del libro RESPUESTAS CATOLICAS INMEDIATAS. Te lo recomiendo, tiene muchos temas mas sobre como Defender la fe. Puedes comprarlo llamando al (480) 598-4320 o Haz un click en este enlace: Tienes preguntas, dudas o comentarios, o deseas informacion sobre los cursos.........contactanos e-mail : mailto:apostoles@prodigy.net - Sitio de los: Misioneros de la Palabra

Volta a pagina