Fuga para o Egito

 


Autor: John Nascimento


-“Levanta-te, toma o Menino e Sua mãe, foge para o Egipto e fica lá até que eu te avise, pois Herodes, procurará o Menino para O Matar”.(Mt.2,13).


- A FUGA PARA O EGIPTO !


Este texto de hoje faz-nos lembrar um outro José, o filho de Jacob, de que nos fala o Génesis.


José do Egipto, o filho predilecto de Jacob (também chamado Israel), era conhecido como o sonhador e o intéprete de sonhos :


- “(Os irmãos de José) disseram uns aos outros : Eis que se aproxima o homem dos sonhos. Vamos, matemo-lo, atiremo-lo a qulquer cisterna e depois diremos que um animal feroz o devorou”.(Gn,37,19-20).


José do Egipto salvou a sua família da destruição, levando seu pai Jacob-Israel de Canaã para o Egipto.


O José do Novo Testamento evoca a vida do seu antepassado judaico, respondendo à revelação de Deus num sonho.


Também ele vai para o Egipto em busca de refúgio para a sua família e salva-a da destruição.


O texto está bem claro, é num sonho que um anjo fala a José, para que fuja para o Egipto com o Menino e Sua mãe até que ele o avise para regressar.


Algumas vezes, a melhor resposta contra o mal, é fugir e esconder-se, desaparecer e viver em segredo.


Mais uma vez José obedece imediatamente, sem pedir explicações e sem saber para onde vai, como vai e como deve viver no exílio.


Naquela noite, aquelas três pessoas, tornam-se estrangeiros ilegais, refugiados, imigrantes num país que outrora escravisou o seu povo.


Jesus e os seus pais conhecerão também os sobressaltos que tiveram os Israelitas quando eles viveram em escravidão, mas que Deus ajudou a seu tempo.


Também agora Deus ajudará : Quando o anjo avisar de novo, noutro sonho, José e a sua família regressarão às terras de Judá.


Mateus, seguindo o Antigo Testamento revela claramente o que irá acontecer a este Menino :


- “Quando Israel era ainda menino, Eu o amei. E chamei do Egipto o Meu Filho”. (Os.11,1).


Esta passagem, é originalmente referida a Moisés, mas Jesus é o novo Moisés.


Também Ele segue os rastos dos seus antepassados na fé, mas agora, d’Ele se diz :


- “Este é o Filho de Deus”.


Embora a normalidade dos sonhos não tenha uma interpretação verdadeira e muito menos de inspiração divina, todavia, alguma vez deles possamos tirar motivos de reflexão para a nossa vida.


De qualquer maneira devemos sempre confiar em Deus e pedir-lhe que ajude a nossa família sempre e especialmente quando se encontrar em situação de dificuldade.

Postar um comentário

Deixe seu Comentário: (0)

Postagem Anterior Próxima Postagem