O Rei dos judeus

 


Autor: John Nascimento


- “Tendo Jesus nascido em Belém da Judeia, no tempo do rei Herodes, chegaram a Jerusalém uns Magos vindos do Oriente. Onde está o rei dos Judeus que acaba de nascer – Perguntavam”.(Mt.2,1-2).


Há na narrativa de Mateus, do nascimento de Jesus, diferentes respostas.

Para os Magos há certamente uma resposta positiva :

- “Onde está o rei dos Judeus que acaba de nascer?”.(Mt.2,20).

Para Herodes começa por haver uma preocupação :

- “Ao ouvir tal notícia, o rei Herodes perturbou-se e toda a Jerusalém com ele”. (Mt.2,3).

E depois de investigar, Herodes toma uma atitude cínica :

- “Ide e informai-vos cuidadosamente acerca do Menino, e, depois de O encontrardes, vinde comunicar-mo, para que também eu vá adorá-l’O”.(Mt.2,8).

Herodes dissimula hipocritamente a sua perversa intenção de matar Jesus.

Duas vezes, segundo Mateus, se perturbou toda a cidade de Jerusalém; foi desta vez e foi também quando Jesus entrou triunfalmente em Jerusalém :

- “Quando Jesus entrou em Jerusalém, toda a cidade ficou alvoroçada. Quem é Este?, perguntavam. E a multidão respondia : É Jesus, o profeta de Nazaré, da Galileia”.(Mt,21,10-11)

Este episódio dos Magos aparece apenas no Evangelho de Mateus, não são intitulados como reis nem se diz quantos são.

Mateus aceita-os e considera-os como astrólogos.

O número de três e o título de reis e os nomes próprios dos Magos não são devidos ao Evangelho, mas a uma tradição posterior.

Mateus, conservando este episódio e interpretando-o à luz da profecia do Antigo Testamento, quer revelar-nos, que Jesus é o Messias-Rei, desde o começo abandonado pelos Seus e adorado pelos gentios.

Os Magos receberam a sua revelação, não das Sagradas Escrituras, que não eram familiares para eles, uma vez que eram gentios, mas directamente dos céus.

Eles descobrem uma estrela.

Havia uma crença muito antiga de que, quando se descobria uma nova estrela, era sinal de que nascia um novo governador.

Para Mateus Deus não apenas Se revela através das Sagradas Escrituras e por meio de sonhos, mas também através da natureza.

O sinal astrológico conduz os Magos Gentios para além de uma superstição e um culto pagão, para um encontro do rei dos Judeus que é Jesus.

Este episódio, muito naturalmente choca e perturba o rei Herodes.

Historicamente, Herodes o Grande tinha a fama de cruel criminoso.

Matou algumas das suas esposas e filhos.

Ele era totalmente desconfiado e pensava que o seu poder estava constantemente e perigosamente ameaçado.

Ela tinha sido alcunhado de rei-palhaço dos Judeus, pelo poder de Roma.

Sentindo-se ameaçado, Herodes, tomou as suas precauções :

- “E reunindo todos os príncipes dos sacerdotes e escribas do povo, perguntou-lhes onde devia nescer o Messias”.(Mt.2,4).

Este era o grupo de pessoas que mais tarde havia de ser inimigo de Jesus através da Sua vida pública, e que havia de mais tarde conspirar para a Sua morte.

Herodes fica pois informado, segundo as Escrituras, quem era o Menino e onde havia de nascer :

- “E eles responderam : Em Belém, terra de Judá, pois assim foi escrito pelo profeta : E tu, Belém, terra de Judá não és de modo nenhum a menor entre as principais cidades de Judá; porque de ti sairá o Príncipe que apascentará o Meu povo Israel”.(Mt.2,5-6).

Esta profecia encontra-se no Livro do profets Miqueias :

- “Mas tu, Belém de Efrata, tão pequena para seres contada entre as famílias de Judá. É de ti que Me há-de sair Aquele que governará em Israel. As suas origens remontam aos tempos antigos”.(Miq.1,1).

José e a sua família, segundo Mateus, eram habitantes da cidade de origem do rei David e Jesus entrou na família de José sem qualquer manifestação, e Mateus diz ainda que uns homens sábios vieram do Oriente – os Magos, que eram Gentios (não judeus), guiados a Jesus por uma estrela e é em Jerusalém que eles sabem que o Meninio nasceu em Belém.

O que ainda não está bem claro para nós é como e quando José e Maria foram para Nazaré, uma vez que lá viviam quando se deu a Anunciação do Anjo Gabriel a Maria.

A ironia da história é a de que aqueles que têm as Sagradas Escrituras e as deviam ler, não correspondem com as suas homenagens, mas são os Gentios estrangeiros, os Magos, que o fazem.

Todos nós temos uma estrela na vida, um ideal que nos surge, nos ilumina e nos deve conduzir pelo recto caminho ao fim mais seguro e certo, que é Deus através de Jesus e da Igreja que Ele fundou, que somos todos nós, o Seu Corpo Místico.

Temos realmente uma estrela que nos aponta o caminho certo da nossa salvação ?

A leitura das Sagradas Escrituras bem nos pode ajudar a encontrá-la.

Postar um comentário

Deixe seu Comentário: (0)

Postagem Anterior Próxima Postagem